Deixe um comentário

A luta continua!

Fala galera!

Este post não é apenas pra constar que também estamos na luta contra AIDs, que aliás continua a se espalhar e aumentando no público jovem que acha que caminha é o mesmo que chupar bala com papel.

Os dados estão aí e as vítimas também. Por incrível que pareça ainda não há CURA.

Mas voltando ao assunto, postamos no dia 02 para mostrar que essa luta é todo o dia. Hora a hora, minuto a minuto e por aí vai. E também queremos que você acompanhe o vídeo do RED.

Não sabe o que é RED? Então veja aqui.


Deixe um comentário

Isso é só o começo // It is just the beginning

Image

A gente não precisa de muita informação concreta para sentir que algo novo está para acontecer ou está acontecendo. Basta acionar a sua sensibilidade, olhar para o céu, olhar as pessoas ao redor. Você vai dizer com tranquilidade: “é, tem algo de novo no ar”. Essa sensação aconteceu ontem durante todo o dia 5 de dezembro de 2013.

Não precisei olhar os jornais locais, consultar a internet ou perguntar para algum amigo. Claro que fiz isso logo na sequência do meu estranhamento. E a conclusão foi: sim, morreu Nelson Mandela. Mas a missão dele foi cumprida. Porém não concluída, sabe porquê? Ainda insistimos em vivermos separados. Mas separados por bobagens, pré-julgamentos, preconceitos, avaliações superficiais de nós mesmos.

Isso mesmo. Não é sobre o outro que estamos falando. Ao fazermos tais avaliações, estamos mostrando quem realmente somos, como funciona o nosso coração (se é que a gente tem um, né), os nossos olhos, a nossa percepção da vida. Não estou falando aqui que iremos conseguir amar todo mundo. Deveríamos, mas…

Estou falando que devemos nos policiar constantemente para que nossos pensamentos não virem ações prejudiciais às vidas das pessoas que irão sentir as consequências delas pelo caminho. E acorde! Estas ações, além de prejudicar o próximo, no fundo no fundo estão agredindo a você mesmo.

Veja como é ridículo existir uma fila para brancos e negros. Como se não viéssemos da mesma origem. Veja como é ridículo termos escolas para pessoas com a pigmentação da pele diferente. Afinal de contas, somo índios, portugueses, africanos, pardos, mamelucos, cafusos, mulatos, brancos, branquinhos, branquelo, pretinhos, negões, amarelos, jambo, moreninhos e no qual a raça é uma só. A humana.

Vamos fazer o seguinte. Que tal fazermos uma alto avaliação. O Mov.E, você, todos que leem isso aqui ou não. Vamos pensar ao contrário. Vamos fingir que fomos julgados e presos porque queríamos que todos pudessem beber um copo d’água. Isso mesmo, um copo d’água. E no julgamento a prisão era o nosso quarto, mas sem nada, tá? Quem já foi sequestrado sabe do que estou falando.

Viva Mandela! Viva a sua luta pela liberdade. Que será eterna.

Vejam dois vídeos da música “Mandela Day”. Uma homenagem do grupo Simple Minds feita no final da década de 80.


Deixe um comentário

Lá vem o Brasil descendo e subindo a ladeira. E o Mov.E. de volta.

Fala mundão! A gente ficou ausente online mas não off-line. Claro que quem não conhece a gente ao vivo vai falar “e daí?”. Mas quem vê de perto sabe dos obstáculos que costumamos passar. Inclusive os últimos acontecimentos que tomaram conta do Brasil. Nós estávamos lá também. E gritamos, tudo na paz claro, como todo cidadão que não está satisfeito. E nós também não estamos satisfeitos. Nem com o nosso blog. Por isso a gente vive se reinventando, buscando o novo, o velho com jeitão de novo, o louco, o absurdo e os fatos da vida. E aqui vai mais um. Fatos que participamos como qualquer brasileiro que se indignou nessas duas últimas semanas por uma não tão inocente esperança de que dias melhores virão. Porque lá vem o Brasil subindo e descendo a ladeira.

Aguardem mais novidades.

Fotos da Equipe do Mov.E. na PaulistaImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem


Deixe um comentário

Estamos com você, Rio.

Pode deixar, Rio. O Mov.E. tá na torcida e no movimento.


Deixe um comentário

Que tal usar o seu rosinha básico esse mês.

É, meu refinado leitor, mesmo depois de usar o seu rosinha básico, que tal conscientizar suas amigas, irmãs, primas, sobrinhas, colegas, avós, tias, mães, enfim, toda a mulherada, de que elas podem e devem fazer a mamografia gratuitamente. Agora é lei.

Nesse mês de outubro de 2011 o Mov.E. está novamente nessa causa, tanto é que sempre fazemos o nosso post rosa para simbolizar a nossa participação.

Meu caro, minha cara, principalmente você, precisa saber que câncer de mama mata muitas colegas por aí e esta ação da Femama visa chamar a atenção dos governantes e empresas privadas a investirem na saúde da mulher.

Não é brinquedo não, mas esse movimento está sacolejando todo o Brasil com diversos monumentos e cartões postais iluminados de rosa. Saca só as fotos aqui.



Deixe um comentário

Fica reclamando da vida, fica.

É. É com você mesmo que eu estou falando. Você, querido leitor, mas que reclama da vida. Fala que tudo sempre é uma maré de azar, que as coisas não acontece como você gostaria e que acredita que o certo, o bom, sempre acontece com os outros. Que a grama do vizinho é mais verde que a sua. Pelo amor de Deus, assista este vídeo. Acho que ele vai fazer um bem danado a você, vai fazer você repensar a sua vida, suas atitudes e dar um colorido especial a partir deste início da noite de quinta. Esse vídeo eu vi lá no Facebook dos amigos do Mov.E., e ele merece um destaque aqui no nosso blog. Por tanto, sacode essa buzanfa! E conheça a história de Nick Vujicic. A dica foi do Face do Laerte. Valeu Laerte! Uhu!

Mais sobre o Nick, clica aqui.


1 comentário

E-mail do bem.

Sabe aqueles e-mails com mensagens positivas que muita gente joga fora? Bom, aqui a gente fez diferente: achamos um sensacional e resolvemos dividir com você, leitor querido. Essa corrente, que aparentemente foi feito pela empresa Ready do Brasil, a gente recebeu da nossa amiga e leitora Glaucia. Valeu a dica Glaucinha! Uhu!