Movimento Espontâneo

#movimentoespontaneo


1 comentário

Depois do jogo de hoje, era só o que faltava.

Não quero falar mal da Seleção não, mas… De repente é uma ideia pra quando os nossos jogadores quiserem passear pelas ruas e receber aplausos. A boa ideia, quer dizer péssima, foram de dois criativos, talvez estudantes, de uma universidade na Holanda chamada Willen de Kooning Academie. Onde mais seria? O lugar possui cursos de graduação em artes, ilustração, design, propaganda, fotografia, animação e muito mais. Vale a pena entra no site deles para conhecer.
Os criativos são Bas van de Poel e Daan van Dam.


Deixe um comentário

Mais um hit do verão.

Dizem que no Brasil tudo acaba em samba. Mas o final de 2009 vai acabar em funk. Vejam o que um tal de MC Paulada, muito criativo, andou fazendo por aí, digo, musicalmente. É o mais novo hit do verão de 2009, “Funk Caixa de Pandora”. Veja isso. Ah, e tem a letra também. Acompanhe.

Funk da Caixa de Pandora (MC Paulada)

“Chega de tanta mentira,
de tanta enganação
O povo já não agüenta
Falso Político ladrão

Bota o dinheiro na meia
Também bota na cueca
Ainda diz que é cristão
Isso é o falso profeta

Enquanto o povo reclama
Tem gente saindo fora
A Federal investiga
É a Caixa de Pandora

Eles dizem que o dinheiro
É pra comprar panetone
E a saúde piorando
Pobre morrendo de fome

Escândalos e denúncias
nos deixam envergonhados
Não dá pra viver assim
Não dá pra ficar calado

Precisamos ir pra rua
Pra ver se essa história muda
Todos de cara pintada
Gritando fora Arruda!”


2 Comentários

Como foi o seu apagão?

avisoapagão

Mensagem na Avenida Paulista fotografada no domingo (15/11) de manhã.

Não resisti e resolvi jogar para você esta pergunta. Até porque a gente aqui do Mov.E fez uma sugestão pra você sair na última terça, e a festa aconteceu no momento do apagão. Consequentemente, não conseguimos chegar ao local, pois, falando por mim, ir para casa já foi uma grande aventura. Eu por exemplo estava no Rancho da Empada, na Sena Madureira, em Sampa. Estava degustando aqueles deliciosos salgados, contando algumas novidades para os amigos presentes e de lambuja ainda no meio de um sorteio do nosso amigo oculto (ou secreto pra quem preferir). Sinceramente eu pensei que fosse só naquela região a falta de luz.

Voltando para casa, constatei o que há muito havia imaginado: o ser humano sem luz volta para o tempo das cavernas. Gente, estava tudo tão preto na minha rua, que quando passava um carro eu dava graças à Deus por ter alguma coisa iluminada. Na Paulista tinha alguma coisa para dar um alívio, mas em volta… E o povo andando pelas ruas? As saídas do metrô, como falei para vários amigos meus, parecia um formigueiro em retirada quando algum inimigo natural resolve invadir o seu lar. Era tanta gente, que se tivesse luz nas ruas eu pensaria em uma passeata ou procissão de algum dia santo. Mas não era nada disso. Estavam todos sem rumo, perdidos e procurando algum transporte alternativo para voltar para casa.

Ufa cheguei! Quando dei de cara com o portão de onde moro, os meus vizinhos quando me viram ficaram felizes. Trocamos informações sobre o acontecido, liguei para os familiares distantes e vi que estavam todos bem.

É minha gente, neste apagão o que reinou foi o velho conhecido radinho de pilha e os celulares, que enviavam ou recebiam as notícias sobre tudo o que aconteceu. Fiquei sabendo também que até a Madonna entrou na dança, ou melhor, no apagão. Acho que deu até mais clima no jantar que ela se encontrava ao lado de Jesus Luz. Jantar a luz de velas não é romantico? Então. Isso sem falar nas piadinhas via twitter a respeito desse assunto, como frases do tipo “Jesus deu a luz a Madonna”. Afe. Se a gente tem o hábito de rir de desgraças piores, com o apagão vai ser fichinha. Outra coisa que ficou para a história foi o próprio apagão em si. Já encontrei camisetas e textos nas ruas com os seguintes dizeres: “Apagão 2009. Eu fui!” Aliás esse é um dos poucos acontecimentos que você não tem muito como perder quando ocorre quase no Brasil todo. Você só tem como se perder mesmo.

Quem quiser contar como foi a sua aventura no apagão de 2009, basta deixar um comentário aqui.

camisaapagão


1 comentário

Chandon que virou água

No último domingo, estava eu, de bob em casa, quando um grande amigo resolveu me ligar. Aliás eu estava num grande furo com ele, por ter dormido no dia do seu aniversário. É sério, estava com o corpo que não aguentava ficar de pé. Mas voltando ao assunto, ele me ligou e fomos nós encontrar com mais outro amigo e partir para a festa do Promenade Chandon na Oscar Freire. Era gente bonita para tudo quanto é lado, diga-se de passagem. Várias garrafas prontas para serem abertas e degustadas ao ar livre.

Eu e o meu outro amigo, que somos da área da comunicação e marketing, não conseguimos deixar de passar um pente fino na ação que se desenrolava na rua. Os detalhes são grandes, então eu separei tudo bem bonitinho para você entender melhor o processo. Aí vão os dez passos para o mico de uma marca (isso você não vai encontrar no Kotler, meu filho!):

1 – A festa, por mais que ocontecia em local público, era somente para um “seleto” grupo de pessoas. Aquelas, que a gente está tentando adivinhar até agora, que possuiam a famosa pulseira-convite.

2 – Não havia um aviso sequer que haveria áreas exclusivas para pessoas com convite.

3 – A Chandon que estava exposta na rua não estava a venda.

4 – Várias pessoas tentavam entrar nos locais exclusivos e eram expulsas.

5 – Andar de salto em ruas íngremes como as dos Jardins é uó pra qualquer pé. Ninguém merece.

6 – Vou comprar a garrafa do concorrente da Chandon.

7 – Fomos para uma festinha muito melhor num apê de outros amigos. Bebemos ótimos vinhos.

8 – Li num site aí que tudo foi feito para proporcionar bem-estar e sedução. Bem, eu não me senti nem um pouco seduzida. Talvez abduzida.

9 – Se você foi, deixe seu comentário aqui. Espero que tenha tido mais sorte que a gente.

10 – Vou beber antes de chegar nessas festas. Porque às vezes, a ignorância é uma benção. Você fica menos atenta a detalhes como estes, se diverte mais e põe até foto do lugar no post.

Obs.: este post é uma homenagem ao meu amigo Gui. Parabéns atrasado Gui! Uhu!