Movimento Espontâneo

#movimentoespontaneo


Deixe um comentário

O Mov.E. e a Carla Bruni no Rio – A reflexão.

A presença do Mov.E. no evento ocorrido no Pavão-Pavãozinho não se resume somente ao registro do desfile. Observar o comportamento humano é certamente uma das coisas mais reveladoras, fascinantes e engraçadas ao mesmo tempo. O desfile foi para celebrar o ano da França no Brasil, através da Moda Fusion e a Coosturart. Esta última é uma cooperativa de costura artesanal formada, em sua maioria, por mulheres, moradoras da região de Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. Um trabalho social que visa a confecção e comercialização de produtos de moda e decoração, uma forma alternativa de gerar renda e promover a cidadania. Aqui no Mov.E. você vai ler mais sobre esta cooperativa. Vamos dar profundidade nesse assunto.

Os detalhes do encontro são muitos, por isso vou colocar em tópicos pra resumir melhor como foi a nossa presença lá.

 

1 – Homem no elevador do prédio abandonado que dá acesso ao desfile pergunta se sou da imprensa. Bom, não deixamos de ser e ao mesmo tempo não somos. O Mov.E. nunca fez questão de definição, mas se você quiser uma, leia o “About” da gente.

 

2 – No pátio principal o circo já estava armado. Pensei que estivesse atrasada, mas soube que a primeira-dama estava mais ainda (duas horas de atraso, se não foi mais – credo!).

 

3 – Passamos por um labirinto para chegar até o desfile. Ufa, chegamos! O “Ufa” se manteve, pois o sol estava de rachar a cabeça e a pele também. Protetor solar bombando no corpo. Parecia que eu estava usando óleo de peroba de tanto que brilhava.

 

4 – Mais atraso. O desfile não começa.

 

5 – Várias personalidades chegam no recinto. Oskar Metsavaht, Luiza Brunet e Zéze Mota.

6 – Mico do século. O meu celular morre no momento crucial (isso significa = poucas fotos legais).

7 – Burburinhos na entrada da quadra. Acho que a primeira-dama está chegando.

 

8 – Quase TRÊS HORAS DEPOIS ela chega. Elegantérrima no último e encantadoramente simples. Deu banho no séquito de papagaios-de-pirata que estavam ao redor. Colocam duas crianças no colo da senhora Sarkozy. Sabe como é né. Pra sair bem na foto. Mas como ela é simpática nem forçado ficou. Ficou até espontânea (Humm, acho que conheço esse termo de algum lugar hein).

 

9 – O desfile começa e rolam os aplausos para as modelos da comunidade.

 

10 – Desfile termina em ritmo de samba.

 

Bom gente, com término do desfile segui meu caminho para Copacabana, daquele jeito que sempre vou quando penso em como colocar tudo que vi aqui. E nesse momento de retrospectivas, tem um ditado do Andy Warhol que dizia que no futuro, todos teriam pelo menos 15 minutos de fama. É, e pelo que vi nesse desfile ele tinha razão.